terça-feira, 4 de julho de 2017

Dólar cai em dia de feriado nos EUA e olho na cena política

O Dólar opera em queda nesta terça-feira (4), em dia de baixa liquidez com feriado nos Estados Unidos e com os investidores monitorando o cenário político, diante da expectativa da votação do pedido de urgência da reforma trabalhista no Senado, segundo a Reuters.

Às 9h09, a moeda norte-americana caía 0,1%, vendida a R$ 3,3015. Veja a cotação.

O Banco Central não anunciou qualquer intervenção no mercado de câmbio, por ora. Em agosto, vencem US$ 6,181 bilhões em swap cambial tradicional --equivalente à venda futura de dólares.

Na véspera, a moeda norte-americana caiu 0,23%, vendida a R$ 3,3051, com certo alívio diante do cenário político doméstico e também com baixo volume de negócios.

Em junho, a moeda acumulou alta de 2,36% sobre o real, na segunda alta mensal seguida. No 2º trimeste, a valorização foi de 5,8%, maior salto em três meses desde o período entre julho e setembro de 2015 (26,77%). No semestre e no ano, o avanço foi de 1,94%.

Fonte: G1

Caixa antecipa pagamento do último lote do FGTS inativo

Caixa decidiu antecipar o pagamento do último lote das contas inativas do FGTS para quem nasceu em dezembro. Prevista inicialmente para começar no dia 14, a quinta fase foi antecipada para o próximo sábado, dia 8. A informação foi antecipada com exclusividade pelo Bom Dia Brasil nesta segunda-feira (3).

SAIBA MAIS SOBRE OS SAQUES DAS CONTAS INATIVAS

Assim, em vez de apenas 18 dias para conseguir sacar o dinheiro, os beneficiários nascidos em dezembro terão 24 dias para fazer os saques.

Mais de 2,5 milhões de brasileiros têm direito ao saque a partir no último lote. O valor total disponível ultrapassa R$ 3,5 bilhões e equivale a aproximadamente 8% do total disponível.

Para quem nasceu em outro período e ainda não fez o saque o prazo limite é 31 de julho. Se o beneficiário não retirar o dinheiro até o prazo final, o valor voltará para a conta do FGTS e ele só conseguirá sacá-lo se estiver enquadrado nas hipóteses que permitem o saque do FGTS, como trabalhadores ou dependentes portadores do vírus HIV; pessoas em tratamento contra o câncer; doentes em estágio terminal em razão de doença grave, ou se ficar pelo menos 3 anos sem receber depósito de empregadores no Fundo de Garantia.

Tem direito a fazer os saques das contas inativas o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015. O trabalhador não pode sacar o FGTS de uma conta ativa, ou seja, que ainda receba depósitos pelo empregador atual.

Para atender aos trabalhadores que querem fazer o saque das contas inativas, 2.015 agências da Caixa abrirão no sábado (8), entre 9h e 15h – clique aqui para ver a lista de agências.



Canais de pagamento e documentação

Segundo a Caixa, valores nas contas inativas de até R$ 1.500 podem ser sacados no autoatendimento, somente com a senha do Cidadão. Para valores até R$ 3.000, o saque pode ser realizado com o Cartão do Cidadão e senha no autoatendimento, lotéricas e correspondentes Caixa. Acima de R$ 3.000, os saques devem ser feitos nas agências.

Para facilidade no atendimento, os trabalhadores devem sempre ter em mãos o documento de identificação e Carteira de Trabalho, ou outro documento que comprove a rescisão de seu contrato. Para valores acima R$ 10 mil, é obrigatória a apresentação de tais documentos.

Canais de atendimento

A Caixa criou o site exclusivo para as contas inativas (www.caixa.gov.br/contasinativas), na qual o trabalhador pode visualizar o saldo, a data do saque e os canais disponíveis para realização do pagamento.

Outra opção de atendimento é o Serviço de Atendimento ao Cliente pelo 0800 726 2017, em que é possível saber se a conta vinculada está apta para recebimento do valor disponível para saque, além de informações sobre os canais de pagamento.

Para realizar a consulta do saldo no 0800 ou no site, o trabalhador deve informar seu número de CPF ou PIS/PASEP (NIS) - veja como localizar o número do seu PIS ou NIS pela internet.

Balanço

A Caixa Econômica Federal pagou, até o dia 28 de junho, R$ 38,2 bilhões para trabalhadores nascidos entre janeiro e novembro. O número de trabalhadores que já sacaram os recursos superou 22,6 milhões.

O valor equivale a 95,38 % do total inicialmente previsto (R$ 40 bilhões) e aproximadamente 81% dos trabalhadores (27,7 milhões), nascidos entre janeiro e novembro.

Fonte: G1

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Salário de janeiro para demais servidores do estado do Rio deve ser pago após o carnaval

Pelo que apontam as contas do Tesouro estadual, os servidores que não receberam seus salários de janeiro de forma integral até ontem, 10º dia útil do mês, terão que esperar até depois do carnaval para ter o depósito total de seus vencimentos. De acordo com fontes do governo, a situação, hoje, é de absoluto esforço para pagar alguma parcela aos mais de 210 mil funcionários que ainda aguardam o pagamento. A intenção, segundo os mais otimistas, é depositar, ainda na próxima semana, um determinado valor. O restante seria pago somente após o carnaval, já em março. Esse cenário, porém, não é dos mais prováveis. Os realistas apostam que nada será creditado até o mês que vem.

— É improvável que os que não tiveram seus salários pagos recebam algo na próxima semana. O governo do estado já raspou a conta para pagar a Segurança — disse uma fonte do alto escalão.

Para piorar a situação, o governo terá que transferir, até a próxima semana, R$ 455 milhões de duodécimo (parcela do Orçamento destinada aos Poderes), para que o Judiciário e o Legislativo quitem suas folhas de fevereiro.

Ontem, o governo pagou os salários de janeiro a todos os servidores da Segurança, além dos ativos da Educação. Foram gastos R$ 920 milhões. Pouco mais de 50% dos servidores do Executivo já receberam os vencimentos de janeiro.

Fonte: Extra

Governo do Rio promete pagar salários à Segurança e aos ativos da Educação nesta terça-feira

O governo do Rio promete depositar, hoje, os salários integrais de janeiro dos servidores ativos da Educação e de todos os funcionários ativos, inativos e pensionistas da Segurança — policiais militares e civis, bombeiros, agentes penitenciários e demais trabalhadores da pasta. O valor líquido desta parte da folha é de R$ 920 milhões.

O governo do estado, com isso, vai pagar os vencimentos dos servidores destas duas áreas no 10º dia útil do mês seguinte ao trabalhado, dentro do prazo estabelecido por um decreto estadual. Vale lembrar que os servidores da Segurança receberão o pagamento de janeiro com até 10,22% de aumento, equivalente à terceira parcela do reajuste aprovado em 2014. Ao todo, serão cinco prestações pagas.

Os demais servidores terão de aguardar o anúncio por parte do governo a respeito do calendário de pagamento. A previsão, hoje, é que a folha de janeiro seja quitada apenas em março. O cronograma de depósitos ainda não tem data para ser anunciado e dependerá de reuniões que acontecerão nos próximos dias entre os responsáveis pelo Tesouro estadual. O governo do estado não informou quantos funcionários sofrerão com o atraso do salário de janeiro.

Fonte: Extra